8.86
A Vida de Brian

A Vida de Brian

Título original
Monty Python's Life of Brian
Ano
1979
Gênero
Comédia
Diretor
Terry Jones
País
Inglaterra
Detalhes
94 minutos / colorido / som

Onde assistir?

Stream

  • Netflix
dados fornecidos por JustWatch
 

A produção é uma sátira aos filmes bíblicos e à intolerância religiosa. Na Palestina do ano 1 d.C., três reis magos trazem presentes à mãe de Brian, confundindo-o com Jesus que nasceu no mesmo dia, na manjedoura ao lado. Brian, depois de crescido, engaja-se em um dos muitos grupos revolucionários que se opõem ao domínio romano. Após tentar seqüestrar a mulher de Pôncio Pilatos com seu grupo, ele é visto como Messias pela uma multidão, ávida por lideranças religiosas.

Enviado por melhoresfilmes


Hilariante

Não à toa, eleito em 2006 na Inglaterra como a melhor comédia de todos os tempos. Humor inteligente - só os tolos reclamarão de sacrilégio ou coisa do tipo -, está repleto de momentos antológicos, como a seqüência do apedrejamento, Brian sendo levado a um Pilatos com língua presa ou sendo perseguido por uma multidão que o julga como o Messias. Sem falar no final musical: ninguém tira da cabeça tão fácil a musiquinha assobiada.

Enviado por  Ruggero70


Comédia excelente

Tudo aquilo que os membros do grupo Monty Python produziram, juntos ou separados, é, no mínimo, maravilhoso. O humor é inteligente, logo, pessoas de baixo nível cultural não deverão compreendê-lo. Um filme hilariante.

Enviado por  luisguigon


Melhor comédia

Com certeza é a melhor comédia que já ví , muito boa e diferente das outras.

Enviado por  Sosnowski


absurda

Que comédia absurda! No melhor sentido da palavra, é claro! Monty Phyton tem qualidade.

Enviado por  Cora


Genial.

Penso que tenha sido a terceira vez que vi esse filme. É uma das produções mais irônicas, engraçadas e inteligentes de todos os tempos. Há uma habilidosa crítica implícita à religião, mas que não ofende. Desando em risadas todas as vezes que o vejo. A turma do Monty Python conseguia, como ninguém, construir situações e personagens inclassificáveis. Pilatos com dislalia é impagável. Na conhecida cena em que o governador romano pergunta à multidão, quem deveria ser libertado, a turma do Monty Python faz uma brincadeira. Pilatos pergunta para a multidão à semelhança do que acontece nos textos evangélicos: "Quem eu devo libertar?". A multidão faz silêncio. Até que um gaiato diz em tom de mofa, sendo que Pilatos com dislalia não conseguiria falar sem se comprometer. "Governador, liberte o Roger". Pilatos inquire: "Loger, quem é Loger?" A multidão cai em retumbante gargalhada. Até mesmo os soldados romanos não resistem. Genial.

Enviado por  Carlinus