Vinhas da Ira

Ano
1940
Titulo original
The Grapes of Wrath
Gênero
Drama
Diretor
John Ford
País
Estados Unidos
Detalhes
128 minutos / p&b / som

Sinopse

História de uma família de trabalhadores rurais pobres durante a Grande Depressão de 29. Buscando oportunidades de uma vida melhor, Tom Joad, após cumprir pena, leva sua família de Oklahoma para a Califórnia. Durante a viagem, eles se deparam com uma nova realidade, ao mesmo tempo que descobrem que o lugar onde estão indo pode ser até pior do que o que deixaram para trás.

O que você achou deste filme?

Para comentar faça seu login

O que outros comentaram...

Tocante

nota 10
Um filme incrivel dirigido por um dos maiores diretores americanos. Não há filme melhor que retrate a era da grande depressão e o sofrimento dos camponeses americanos. A maior obra do Ford.

perfeitamente tocando e perturbador...

nota 10
obra prima !!!!

Muito bom

nota 10
Sou professor e é um grande filme sobre a questão agrária.

Belíssimo Drama Social....

Indiscutivelmente um dos maiores filmes já feitos sobre drama social rural e sobre a falência de um sistema social. Se fosse feito na época do macarthismo o diretor teria se ferrado, pois a crítica ao sistema econômico vigente, desigualdades sociais existentes, domínio da terra e das autoridades pelos latifundiários, muito bem extraída da obra de Steinbeck, beira à crítica comunista da época ao sistema social americano e ao sistema capitalista em geral (fomentador destas desigualddes), para indignação dos conservadores, mostrando o sofrimeto e miséria de uma família inteira, que representa toda uma classe social rural desterrada, e por isto, na miséria social e na condição indígna. Por tudo isto, a Academia, que é conservadora, não concedeu o prêmio de melhor filme a este de Ford, e assim o ganhador foi o filme Rebecca naquele ano. A Matriarca, belamente interpretada por Jane Darwell que lhe valeu o Oscar, com seus enormes olhos sofridos e chorosos, luta para manter a família unida, com cega esperança, em meio ao desemprego torturante de um sistema social falido.
O filme levou sete semanas para ser realizado, o orçamento foi de 750 mil dólares.
Está em sétimo lugar entre os filmes mais inspiradores de todos os tempos na lista de 2006 do American Film Institute. PREMIAÇOES: Oscar 1941 (EUA)
Venceu nas categorias de melhor diretor (John Ford) e melhor atriz coadjuvante (Jane Darwell).
Indicado nas categorias de melhor ator (Henry Fonda), melhor montagem, melhor filme, melhor som e melhor roteiro.
New York Film Critics Circle Awards 1940 (EUA)
Venceu na categoria de melhor filme e melhor diretor.
É um filme para ver e guardar para sempre no coração, com um misto de admiração e de revolta, por tudo o que é e como é mostrado.
Entrar