Eragon

Ano
2006
Titulo original
Eragon
Gênero
Ação, Aventura, Família, Fantasia
Diretor
Stefen Fangmeier
País
Estados Unidos, Inglaterra
Detalhes
104 minutos / colorido / som

Sinopse

Há muitos anos atrás existiam os Cavaleiros do Dragão, que tinham por missão fazer o bem. Sua destreza nas batalhas era inigualável, já que cada um deles possuía força equivalente à de dez homens. Os Cavaleiros eram imortais, a não ser que fossem atingidos por lâmina ou veneno, e ajudaram os homens de Alagaesia a construir grandes cidades e acumular uma grande riqueza. No auge desta era nasceu um garoto, Galbatorix (John Malkovich), que possuía um grande poder e aos 10 anos foi aceito como Cavaleiro do Dragão. Aos poucos os Cavaleiros tornaram-se arrogantes e, numa viagem descuidada, Galbatorix e dois amigos foram emboscados. Os amigos e o dragão de Galbatorix foram mortos, com o próprio sendo encontrado por um fazendeiro e entregue ao conselho dos Cavaleiros. Recuperado, Galbatorix requer um novo dragão para si, o que é recusado pelo conselho. Revoltado, Galbatorix jura se vingar dos Cavaleiros e passa a estudar os segredos negros que havia aprendido com um espectro. Um dia ele rouba um ovo de dragão e convence Morzan, um Cavaleiro parvo, a ajudá-lo na prática de magia proibida. Juntos eles ganham força e declaram guerra aos Cavaleiros, recebendo o apoio de outros 12 Cavaleiros do Dragão. Galbatorix vence a guerra e, desde então, governa Alagaesia. Até que um dia o jovem Eragon (Edward Speelers) encontra na floresta uma estranha pedra azul. Para sua surpresa nasce um dragão da pedra, o que o torno o mais novo Cavaleiro do Dragão.

O que você achou deste filme?

Para comentar faça seu login

O que outros comentaram...

Lixo Total!!!

nota 1
Sinto em fazer um comentário super breve, mas para quem nao viu Eragon eu posso resumi-lo em apenas algumas palavras: Bons figurinos, fotografia e direçao artistica adequadas, trilha sonora regular; plágios e mais plágios descarados e mau feitos! roteiro que ultrapassa o mundo da fantasia e entra no mundo do ridiculo! atuaçoes dignas de desprezo e esquecimento! Concluindo: Se Stefen Fangmeier sonhava em fazer um grande épico: posso afirmar que sim! ele conseguiu! Criou o que podemos conceituar como O Épico dos Cliches, do Plagio e do Ridiculo! É só....
Entrar